A Christmas surprise - personal post

Este Natal decidi surpreender a minha mãe. Iamos passar o Natal pela Bélgica, mais uma vez, mas decidimos ir desta vez a Portugal. Foi uma decisão super repentina e também super acertada. Ia contar à minha mãe a novidade quando se fez o click na minha cabeça "E se fizesse uma surpresa?". E a ida permaneceu um segredo. E ainda bem. Foram 20 horas a conduzir a seguir a um dia de trabalho. Há quem diga que somos malucos, eu acho que um bocadinho de maluquice faz bem à saúde. E o melhor? O melhor foi ver a reacção da minha mãe. Foi ouvir o "ai eu não acredito" ou o "vocês não me fizeram isto". Foi ver as mãos a cobrirem-lhe a cara como se ela quisesse certificar-se que não estava a sonhar. Foi vê-la correr na nossa direcção. Foi vê-la tão feliz quanto eu estava. Foram poucos dias e por isso decidi que desta vez a minha presença era maioritariamente para ela. Não fui numa de ver amigos e conhecidos, fui numa de aproveitar cada minutinho ao lado da minha familia, com quem já não estava há muito tempo. E soube tão mas tão bem.
Para aqueles com quem não falei ou estive, espero que percebam que por vezes o que mais precisamos é estar junto da nossa família e que isso não significa esquecer-me de vocês. Para aqueles que ainda assim não percebem, eu compreendo, talvez um dia quando estiverem longe percebam o porquê de por vezes mais nada interessar.
Deixo-vos com as poucas fotografias que tirei, nada de especial. E lembrem-se, familia só há uma e há que preservar bem os nossos ente-queridos. :)

This Christmas I decided to surprise my mom. We were supposed to be here for christmas, again, but then we decided to go to Portugal. Was a last minute decision and it was the right one. I was going to tell my mom the news but then I just thought "what if I do a surprise?". And our holidays in Portugal stayed secret. And I'm glad I did it. It was 20 hours driving after a working day. There are people who call us crazies, I thing a bit of craziness is good to the heart. And the best? The best was to see my mom's reaction. The best was to listen to "oh, I can't believe!" or "you didn't do this to me". The best was to see her hands covering her face like if she was trying to make sure it wasn't a dream. The best was to see her running in our direction, as happy as I was. It was just a few days so I decided that this time my time was going to be all spent with my family whom I missed so much. And it was so good.
Here you have some pictures I took, nothing special. And remember, you only have one family, enjoy it well. :)

Don't forget to follow:

Sabiam que já me podem seguir através do Bloglovin' e serem avisados cada vez que publico algo? :))
Did you already know that you can follow me through Bloglovin' and be notified everytime I publish something?





Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela

1 comentário :

Palavra de Bailarina by Joana Duarte disse...

O teu sobrinho está enorme! (pelo que vou acompanhando das fotografias amorosas que publicas dele :) )
O Natal ser da família faz todo o sentido, e presumo que todas as horas de viagem tenham valido a pena.

Continua com o teu excelente trabalho! E já sabes, a próxima vez que vieres a Portugal, gostava (eu e o João) que nos fizesses uma sessão de noivado.
Um grande beijinho!