About being an aunt

Na minha última estadia em Portugal tirei algumas fotos do meu sobrinho. Era suposto ser uma mini-sessão mas acabou por ser uma mini-mini-mini-sessão. Ele não estava de bom humor, mas ainda assim conseguimos umas fotografias fofinhas dos momentos deles juntos. Eu amo este miúdo. Tenho tantas saudades dele e ele está a crescer demasiado rápido!
Quem, por aí, também tem sobrinhos? Quem sente que ser tia (ou tio) é das melhores coisas do mundo? Fazer aquelas caras horríveis que os fazem rir, dizer aquele não que lhes dói e que nos dói a nós a reacção deles? Amar também é educar e às vezes custa um bocadinho, mas tudo é compensado no futuro. Quem adora acordar de madrugada só para os acalmar? Ou quem adora dormir no mesmo quarto e acorda mil vezes durante a noite para ter a certeza que está tudo bem? Dormir no mesmo quarto que ele significa não dormir, de todo, mas é tão bom ouvir o som da sua respiração.
Ser tia, para mim, é amar esta coisinha pequenina até explodir, é querer estar presente em todos os momentos, é brincar mesmo quando não me apetece, é ter o telemóvel cheio de fotografias e pequenos videos, é falar dele a cada instante, é querer que toda a gente saiba quem é o Tintim, é pensar no futuro dele, planear tudo aquilo que lhe vou querer mostrar e ficar aqui ansiosa que ele cresça, mas ao mesmo tempo querer que ele fique assim pequenino e inocente durante muuuuuito tempo. É querer ser a amiga dele, a confidente daquelas pequenas coisas que ele não vai querer dizer aos pais, a companheira de viagens e aventuras. Quero mostrar-lhe o mundo, quero poder dar-lhe tudo aquilo que ele merece. Como eu o amo...e a falta que ele me faz!

In my last stay in Portugal, I took some pictures of my nephew. It was supposed to be a mini photo session, but it ended up being a mini-mini-mini-photo session. He was in a bad mood, but still, we have some cute pictures of their moments together. I love this kid. I miss him so much and he is growing up too fast!
Who there also has nephews? Who feels that being an aunt (or uncle) is one of the best things in the world? To do those ugly faces that make them laugh, to say that "no" that hurts them and that hurts us to see their reaction? To love is also to teach, some times it hurts a bit but it will be compensated in the future. Who loves to wake up during the night only to calm them down? Or who loves to sleep in the same room as them and wakes up a thousand times just to see if everything is ok? To sleep in the same room than him means not being able to sleep, at all, but it is so good to hear the sound he makes when he breath. For me, being an aunt, is to love this little monkey until I explode, is to want to be present in every moment, is to play even if I don't want to, is to have the mobile phone full of his pictures and small videos, is to talk about him every instant, is to want that everyone knows who is Tintim, is to think in his future, is to plan everything I'll want to show him and being anxious that he grows up, but at the same time to want that he stays an inocente baby for a loooooong time. Is to want to be his friend, the confident of that small things that he won't want to talk with his parents, the company of the trips and adventures. I want to show him the world, I want to give him everything he deserves. I love him so much...and miss him so hard!



















Sabiam que já me podem seguir através do Bloglovin' e serem avisados cada vez que publico algo? :))
Did you already know that you can follow me through Bloglovin' and be notified everytime I publish something?




Don't forget to follow:

Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela

3 comentários :

Unknown disse...

Adoro, simplesmente maravilhosa esta sessão

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Imensa a cumplicidade dessa família, bem patente nas tuas maravilhosas fotos!
Bjs Mariiana

Ana Freire disse...

Que família linda tens, Mariana!...
Adorei as fotos!
Beijinhos!
Ana