That peaceful light

Nestes últimos dias tenho recebido mensagens a perguntar se estava em segurança, se podia sair de casa, se era seguro viver aqui, como funcionava o recolher, etc. Bem, eu não sei o que andam a passar nas noticias portuguesas, mas calma, não é como se eu pusesse o pé fora de casa e me arriscasse a ficar sem ele. Bruxelas está em nível 4 de alerta e vai continuar assim até Segunda-feira. Mas é mesmo isso, um alerta. As escolas reabrem amanhã mas com segurança. Existem policias em todo o lado, segurança em todo o lado e não é aconselhável (sim, aconselhável o que é bastante diferente de proibido!) ir para o centro de Bruxelas. Não, não estamos em guerra e não há tiros e bombas a voarem por aí. Estamos em estado de alerta e o mais seguro é não andar pela rua se não for necessário, especialmente no centro. "Só" isso. E se pensarmos bem é perfeitamente compreensível não? Paris é aqui ao lado e alguns terroristas estavam/estão cá. Mas isso não significa que esteja tudo a explodir. Ainda não estamos em guerra. Os media daqui não podem passar informações sobre o que se passa, sobre o que está a ser feito, mas isso tem lógica certo? Não queremos que os terroristas saibam dos pormenores. Por isso duvido muito que os media portugueses saibam mais do que os belgas, ok? A vida continua, as pessoas continuam a ir trabalhar, no domingo passei o dia todo no cinema a ver uma maratona de Hunger Games e foi perfeitamente seguro! Estamos (todos nós, não só a Bélgica) a passar por um momento complicado, é verdade, mas por enquanto aqui ainda está "tudo bem". O perigo está em todo o lado, e ao contrário do que passam na vossa televisão, a maioria das pessoas aqui dizem "Não, não estou com medo. A vida tem que continuar". Como prova deixo-vos estas fotografias que fiz ontem, durante o passeio dos cães. A luz estava maravilhosa e foi um momento cheio de paz. Quem me dera conseguir parar o tempo, parar o sol e ficar ali, sentada, a olhar para ele. 
Obrigada a todos pela preocupação. Vamos continuar a viver as nossas vidas, isso é que é importante. Não pararmos, não desistirmos.

(eu sei que este post pode parecer um pouco agressivo, mas irrita-me profundamente a forma destorcida como a televisão passa as histórias, provocando assim medo desnecessário nas pessoas!)

These last few days I received messages asking me if I was safe, if I could leave my home, if it was safe to live here, how the curfew works, etc. Well, I don't know what the portuguese news are saying, but chill, it is not like if I step outside I risk to loose my foot. Brussels is at level 4 alert and will stay like that until Monday. But it is exactly that, an alert. The schools will reopen tomorrow safely. The police is everywhere, security everywhere and it is not advised (yes, advised. It is quite different that prohibited!) to go to the center of Brussels. No, we are not at war and there are no shootings or bombs flying around. We are in alert and the safest thing is not to walk in the street if not necessary, especially in the city center. "Just" that. And if we think well, it is totally understandable no? Paris is just here and some terrorists are/were here. But this does not mean that everything is exploding. We are not at war yet. The media from here are not allowed to use information about what is happening, about what is being done, but that makes sense right? We don't want the terrorists to know details. Therefore, I doubt that the portuguese media knows more than the belgians, ok? Life continues, people still go to work, sunday I passed the entire day at the cinema watching the a marathon of the Hunger Games and it was perfectly safe! We are (all of us, not only Belgium) passing by a rough moment, it is true, but for now here everything is "still ok". Danger is everywhere, and instead of what it is said in your televisions, most of the people here say "No, I am not afraid. Life continues". As proof I leave you these pictures that I took yesterday, while walking the dogs. The light was wonderful and it was a peaceful moment. I wish I could stop time, stop the sun and stay there, sitting down, looking at it.
Thank you for your worries. We will continue to live our lives, that is the most important. Not to stop, not to give up. 

(I know this post might seem aggressive, but it deeply annoys me the way that portuguese media distorces the news causing unnecessary fear)  













Beijinhos/Kisses,
Mariiana Capela


7 comentários :

Marco Luijken disse...

So very nice shots!!
Great with the light in the forest.

Many greetings,
Marco

Remus disse...

Ninguém teria coragem de se meter com a Mariiana Capela, porque ela tem sangue da padeira de Aljubarrota nas veias.
:-)

Mas eu já nem ligo aos telejornais e jornais. Falam todos do mesmo e de uma forma sensacionalista. Já nem perco tempo com eles.

O que "perco tempo", é ver as fotografias sempre maravilhosas da excelentíssima senhora Capela.
:-)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Mais uma série fantástica Mariiana! tens um Dom, acredito que também com muito trabalho, de cativar os animais!!!
Bjs

Marta Moura disse...

Que luz! Perfeito. ;)

Cláudia M disse...

Temos mesmo que viver as nossas vidas e não ser dominados pelo medo. O medo em exagero não traz nada de bom...

As fotos estão tão lindas, a luz está maravilhosa!

Beijinhos e continuação de um bom fim de semana. :)

Ana Freire disse...

Que imagens deslumbrantes... com essa iluminação que tanto aprecio, e que tu sabes captar tão bem...
A Bolacha é um fofura... e muito fotogénica!
Os meios de comunicação... hoje em dia, vivem de puro sensacionalismo, só para terem audiências, e cada vez mais, acho que desinformam mais, do que passam informação séria... e não distorcida, por quaisquer outros critérios...
Beijinhos
Ana

Vanessa Gonçalves disse...

Que lindo!!!!!!!!!!!!!! :)