Vodka and Maria

     Esta é uma cadela especial. Muito especial. Esta é a Vodka, uma pit bull linda de morrer, com um olhar super doce, completamente doida, cheia de energia e que me fez passar uma tarde super divertida. Esta bicha só quer correr, saltar e brincar. Ela e a dona dela formam uma dupla amorosa e foi óptimo poder fotografá-las!
     Infelizmente a raça da Vodka é temida por muita gente. Infelizmente, também, muita gente quer ter cães desta raça para a "pausa" (sim, já ouvi esta barbaridade!) e também existe muita gente que tem cães desta raça (e não só) e fazem questão de os tornar agressivos (vá-se lá perceber a estupidez humana!). A Vodka não é isso, não mesmo. A Vodka é um doce e em momento algum me senti em perigo ou coisa que o valha. Estive quase quase para a enfiar no carro e fugir! Lamento que todos os (bons) donos de pit bull, e de outras raças consideradas perigosas, tenham que passar pelos maus olhares, pelas mudanças de passeio e por todos os maus momentos, mas infelizmente a ignorância ainda é muita e os media têm demasiado peso no que as pessoas pensam. Não, nem todos os pits são maus, esta é a prova disso. E foi também por isso, que a dona dela, a Maria, quis fazer umas fotografias com mensagens especiais. A todos aqueles que temem estas raças, não o façam, temam sim os maus donos destes cães. Esses sim são perigosos.
     Para quem quiser conhecer melhor a Vodka, podem dar um olhinho na página dela do facebook e deliciarem-se com este doce, como eu me deliciei.
     Volto a ir-me embora dia 23, por isso se quiseres fotografar comigo antes disso, já sabes, contacta-me!

     This is a special dog. Very special. She's Vodka, a really beautiful pit bull, with really sweet eyes, totally crazy, full of energy and she made me have a wonderful afternoon. This dog just wants to run, jump and play. Her owner and her make a lovely duo and it was amazing to shoot them!
     Unfortunately, vodka's breed is feared by a lot of people. Unfortunately, also, a lot of people want to have dogs of this breed because it is "cool"(yes, I heard that stupidity!) and there are also people that have dogs from a pure breed and make them aggressive (I cannot understand the human stupidity). Vodka, she's not that, not at all. Vodka is sweet and I never felt in danger or something like that. I was almost going to put her in a car and drive away! I am sorry that all the pit bull owners (the good ones), and of other breeds considered dangerous, have to go through the bad looks, the people changing to another side of the road and all the bad moments, but unfortunately ignorance is still there and the media play an important role regarding what people think. No, not all the pits are bad, Vodka is the proof of this. And it was also because of that, that her owner, Maria, wanted to make some pictures with a special message. To all who fear this breed, don't. You should instead fear the owners of these dogs. These ones are dangerous.
     For those who want to know a bit more about Vodka, you can take a look at her facebook page and fall in love with this sweet dog, like I did.























Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela

8 comentários :

Marco Luijken disse...

Hello Mariiana,
Very nice pictures of this dog.
He looks dangerous, but I think this is a lovely dog.

Many greetings,
Marco

The Mind Wanderers disse...

Estou encantada com o teu trabalho e com este blog! Que fotografias tão bonitas... :) E que mensagem tão necessária! Infelizmente, a mentalidade não tem evoluído neste aspecto e é triste que estes animais amorosos sejam vistos de uma forma tão negativa única e exclusivamente por causa do ser humano :(

Um beijinho,
Sara

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Mas que lindas fotos! Detalhes muito interessantes, um resultado excelente!
Gostei imenso! Muitos parabéns Mariiana!
Bj e bfs

Vanessa Gonçalves disse...

Que fotografias lindas...e que cumplicidade existe entre elas! Lindooo!!

Manu disse...

Sempre ouvi dizer que estes eram cães perigosas, mas estas foto maravilhosas provam exactamente o contrário.
Uma ternura e aquelas lambidelas na dona ficaram o máximo.
Como sempre as tuas fotos deixam-me maravilhada.

Beijos Mariiana

Ana Freire disse...

He he he! Realmente a bichaninha é linda! Tem uns olhinhos bem doces... e parece bem angelical... mas confesso-te que tenho um pouco de receio desta raça de cães...
Como sabes é uma raça relativamente recente... criada através de cruzamentos e apurada ao máximo, no sentido de se conseguir o máximo das suas características agressivas...
E sendo cães criados, e cruzados pelo homem... para fins pouco éticos e nobres, na altura... apresentam alguns defeitos na sua genética... e não é invulgar, sofrerem de alguma forma de loucura precoce... relacionados com o tamanho da massa encefálica, deixar de caber na caixa craniana, nestes animais, a partir de uma certa idade... já vi alguns documentários científicos sobre este assunto das raças apuradas... em que muitas vezes, são os criadores, os principais culpados pelas mutações dos cães...
Imensos bulldogues, por exemplo, sofrem hoje de problemas cardíacos e respiratórios... devido ao apuramento de certas características, que os criadores por exemplo, acham que são de grande estética, em termos da sua apresentação, ao nível de porte... para efeitos de concursos...
E se tiveres oportunidade de verificar... se vires actualmente uma imagem de um lobo da Alsácia... repara o quanto já mudaram desde imagens do século dezanove por exemplo, destes cães... em termos de porte e flancos traseiros... e como actualmente estes animais estão mais vulneráveis a problemas dorsais...
Sempre bom, não facilitar... e estar sempre bem atenta a estas novas raças, principalmente... criadas e apuradas pelo homem em laboratório, e às suas pequenas mudanças de comportamento...
Beijos! Tudo de bom!
Ana

Unknown disse...

Só agora vi este comentário mas não podia deixar de responder.
A raça American Pit Bull tem mais de dois seculos de existência. A grande seleção da raça foi feita para serem cães de luta, o que lhes deu as características que ainda hoje apresentam como a extrema resistência, capacidade atlética, força, perseverança e que selecionou dois aspetos bem importantes para a função que pretendiam:a baixa tolerância a outros cães/animais e a sua baixa agressividade para seres humanos. Vejamos o que se queria era um cão que luta seé com outro mas que fosse de fácil manuseamento visto que toda a preparação para as lutas era feita pelos donos e claro, não convinha que o cão se virasse a quem estava com ele dentro do pit.
Infelizmente a raça começou a ser mais popular e como sempre caiem nas mãos de curiosos que se armam em criadores e começam a criar exemplares atípicos para a raça. Outros tantos que fazem cabeçalhos de noticias nem Pitt Bull são mas sim mestiços de raças Bull e outras, erradamente catalogados como Pitt Bull.
Qualquer cão, de qualquer raça está sujeito a desenvolver problemas de conportamento, sendo que os motivos para os mesmos podem ser imensos.
Quanto ao problema que fala, é uma condição médica hereditária email extras raças SIM, mas começou a ocorrer mais recentemente especialmente em linhas de beleza onde a saúde e capacidade para cumprir a função para que foram criados é muitas vezes esquecida. Ora, o American Pit Bull Terrier é uma raça que sofre pouco com esses problemas visto que os criadores continuam a dar prioridade a criar cães funcionais. Um cão doente pode passear num ringue de expo, mas dificilmente um criador que pense em criar atletas o mantém no seu programa de criação.
O problema está no facto de muita gente não conhecer o real Pit Bull e acham que tudo o que é cabeçudo é um. É o mesmo que agregar todos os ataques de raças retroceder e cruzados e culpar os labradores..
Precisamos de acabar com os criadores que destroem raças, com os donos irresponsáveis, educar as massas e só assim conseguiremos que o Por tenha a fama que realmente merece.Porque acreditem é das raças mais incríveis e devotadas que existem, infelizmente a fama estragou o quadro.

Maria Almeida disse...

Só agora vi este comentário mas não podia deixar de responder.
A raça American Pit Bull tem mais de dois seculos de existência. A grande seleção da raça foi feita para serem cães de luta, o que lhes deu as características que ainda hoje apresentam como a extrema resistência, capacidade atlética, força, perseverança e que selecionou dois aspetos bem importantes para a função que pretendiam:a baixa tolerância a outros cães/animais e a sua baixa agressividade para seres humanos. Vejamos o que se queria era um cão que luta seé com outro mas que fosse de fácil manuseamento visto que toda a preparação para as lutas era feita pelos donos e claro, não convinha que o cão se virasse a quem estava com ele dentro do pit.
Infelizmente a raça começou a ser mais popular e como sempre caiem nas mãos de curiosos que se armam em criadores e começam a criar exemplares atípicos para a raça. Outros tantos que fazem cabeçalhos de noticias nem Pitt Bull são mas sim mestiços de raças Bull e outras, erradamente catalogados como Pitt Bull.
Qualquer cão, de qualquer raça está sujeito a desenvolver problemas de conportamento, sendo que os motivos para os mesmos podem ser imensos.
Quanto ao problema que fala, é uma condição médica hereditária email extras raças SIM, mas começou a ocorrer mais recentemente especialmente em linhas de beleza onde a saúde e capacidade para cumprir a função para que foram criados é muitas vezes esquecida. Ora, o American Pit Bull Terrier é uma raça que sofre pouco com esses problemas visto que os criadores continuam a dar prioridade a criar cães funcionais. Um cão doente pode passear num ringue de expo, mas dificilmente um criador que pense em criar atletas o mantém no seu programa de criação.
O problema está no facto de muita gente não conhecer o real Pit Bull e acham que tudo o que é cabeçudo é um. É o mesmo que agregar todos os ataques de raças retroceder e cruzados e culpar os labradores..
Precisamos de acabar com os criadores que destroem raças, com os donos irresponsáveis, educar as massas e só assim conseguiremos que o Por tenha a fama que realmente merece.Porque acreditem é das raças mais incríveis e devotadas que existem, infelizmente a fama estragou o quadro.