#Vegan - meringues

Se havia coisa que eu gostava de comer eram suspiros. Sou mega gulosa, mas não sou pessoa de bolos ou doces. No entanto amo suspiros. Sim, açucar puro. Sim, eu amo isso. A receita tradicional leva ovos, e como aqui a Mariana não come qualquer tipo de produto animal ou proveniente de animais, tive que arranjar outra solução. Honestamente? Não noto diferença, aproveito restos, é relativamente rápido e fácil de se fazer e as minhas gulas agradecem.

Ingredientes:
- 100 gramas de açucar;
- 6 colheres de sopa de aquafaba (o liquido das latas de grão);

Material:
- Saco de pasteleiro + ponta;
- Batedeira;
- Forno pre-aquecido a 150 graus;

Receita:
Separar o grão do liquido. Eu uso um passador de massa e uma taça de sopa e verto a lata de grão deixando o liquido escorrer para a taça.
Uma vez o liquido separado do grão, verto 6 colheres de sopa para a minha batedeira. Normalmente 6 colheres de sopa correspondem exactamente à totalidade do liquido das latas que compro.
Inicio a batedeira em velocidade minima e deixo bater cerca de 5 minutos. Vou aumentando a velocidade muito lentamente e quando se começa a formar um liquido esbranquiçado aumento, pouco a pouco, a velocidade para o máximo. Deixo bater até o liquido ficar com alguma consistencia. Este processo deve-me demorar uns 10 minutos. Não conto o tempo a dedo, prefiro guiar-me pelo aspecto da coisa. Mas não contem com menos de 10 minutos.


If there is something I liked to eat it was meringues. I love to eat sweet stuff, but I'm not a cake or dessert person. However, I love meringues. Yes, pure sugar. Yes, I love it. The traditional recipe takes eggs, and since Mariana does not eat any kind of animal or animal product, I had to find another solution. Honestly? I do not notice difference, it is relatively quick and easy to do and my desires for sugar are thankful.

Ingredients:
- 100 grams of sugar;
- 6 tablespoons of aquafaba (the liquid of the cans of chickpeas);

Material:
- Pastry bag;
- Food mixer;
- Pre-heated oven at 150 degrees;

Recipe:
Separate the chickpeas from the liquid. I use a pasta strainer and a bowl of soup and pour the can of chickpeas, letting the liquid flow into the bowl.
Once the liquid is separated from the chickpeas, I pour 6 tablespoons into my mixer. Usually 6 tablespoons corresponds exactly to the total liquid of the cans that I buy.
I start the mixer at minimum speed and let it mix for about 5 minutes. I increase the speed very slowly and when it begins to form a whitish liquid/foam increase, little by little, the speed to the maximum. I let it mix until the foam gets some consistency. This process should take about 10 minutes. I do not count the exact time, I prefer to guide myself by the aspect of the foam. But don't count with less than 10 minutes.



Uma vez que o liquido está mais consistente, adiciono lentamente o açucar. Para adicionar o açucar baixo a velocidade da batedeira e aumento-a de novo para o máximo uma vez que tiver adicionado o açucar todo. Deixo bater por mais uns 10 minutos. Outra vez, pode demorar mais ou menos tempo.
Para quem gosta de sabores, podem adicionar baunilha ao conteudo que já têm.

Once the foam is more consistent, slowly add the sugar. To add the sugar low the speed of the mixer and increase it again to the maximum once you have added the whole sugar. I let it mix for another 10 minutes. Again, it may take more or less time.
For those who like flavors, you can add vanilla to the mixture.



Como saber se já está pronto? Se virarem a taça da batedeira e o conteúdo ficar agarrado, então está prontíssimo para começar a fazer os suspiros! (ou podem simplesmente experimentar com uma colher)

How do I know if it's ready? If you turn the bowl of the mixer and the mixture gets stuck, then you're ready to start doing the meringues! (or you can simply experiment with a spoon)


Uma vez pronto, encham o saco de pasteleiro com o conteúdo e comecem a fazer os suspiros no tabuleiro que vai ao forno. Para todos os que são uns nabos nesta parte (tal como eu sou), preocupem-se simplesmente que os suspiros tenham todos mais ou menos o mesmo tamanho. :)

Once ready, fill the pastry's bag with the mixture and start to make the meringues in the baking tray. To all who are horrible in this part (just as I am), simply worry that the meringues are all about the same size. :)








Levem o tabuleiro ao forno, pré-aquecido a 150 graus, durante cerca  de 45 minutos. Uma vez passados os 45 minutos, desliguem o forno (mas não o abram) e deixem os suspiros lá dentro por mais 60 min. No fim deliciem-se :)

Put the baking tray in the oven, preheated to 150 degrees, for about 45 minutes. Once the 45 minutes have passed, turn off the oven (but do not open it) and let the meringues inside for another 60 min. In the end, enjoy yourself :)



E é isto. Experimentem! Espero que tenham gostado e se por acaso fizerem os vossos suspiros vegan, partilhem comigo :)
And this is it. Try it! I hope you liked it and if you make your own vegan meringues, share it with me :)


Sabiam que já me podem seguir através do Bloglovin' e serem avisados cada vez que publico algo? :))
Did you already know that you can follow me through Bloglovin' and be notified everytime I publish something?






Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela

My friends were here - Part I

Mais duas amigas que vieram conhecer o país a que chamo casa. E é sempre tão bom poder receber aqui os que nos são importantes. É sobretudo bom quando nos apercebemos que embora a distância seja muita, a amizade continua igual. E estas duas já estão na minha vida há bastante tempo. Uma veio de Inglaterra, a outra de Portugal e juntamo-nos as três na Bélgica.
Entre passeios e conversa o meu coração ficou mais quentinho e as baterias recarregadas.
Trago-vos algumas das fotografias que tiramos pela zona de bruxelas e nas florestas. O resto virá depois, num outro post :)

Two other friends who came to visit the country that I call home. And it is always so good to be able to receive those who are important to us here. It is especially good when we realize that although the distance is a lot, the friendship remains the same. And these two have been in my life for quite some time. One came from England, the other from Portugal and we reunited here in Belgium.
Between walks and talks, my heart got warmer and the batteries recharged.
Today I bring you some of the photos we took in the Brussels area and the forests. The rest will come later, in another post :)



























Sabiam que já me podem seguir através do Bloglovin' e serem avisados cada vez que publico algo? :))
Did you already know that you can follow me through Bloglovin' and be notified everytime I publish something?






Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela


Rêve d'Aby

Rêve d'Aby é uma associação que acolhe animais mal tratados. É uma associação que se dedica não só a salvar tantas vidas bonitas, mas como também a passar uma mensagem de alerta a todos aqueles que os visitam nas suas portas abertas. É uma associação com um trabalho tão bonito e com uma importância tão grande para estes animais que viviam em condições deploráveis.  Alguns abandonados, outros tratados como objectos, outros alcoolizados, outros torturados. Foi lá que encontrámos a Carmela e o Victor, e tantos outros maravilhosos. Cada um com a sua personalidade, com a sua história, com os seus traumas, mas todos abertos a dar mais uma oportunidade à espécie que mais mal lhes fez. Temos tanto a aprender com eles. Tanto.
Este tipo de associações precisam sempre de ajuda monetária e de ajuda em campo. Se gostavam de ajudar, procurem informações sobre as associações existentes e ajudem das formas que podem.
Por agora deliciem-se com as fotografias que vos trago (as primeiras de muitas, visto que todos os fins-de-semana vou lá ver a minha Carmelita e o meu Victor :) ).


Rêve d'Aby is an association that rescues mistreated animals. It is an association dedicated not only to saving so many beautiful lives, but also to passing a warning message to all those who visit them at their open doors. It is an association with a work so beautiful and of such great importance to these animals who lived in deplorable conditions. Some abandoned, others treated as objects, others drunk, others tortured. It was there that we met Carmela and Victor, and so many other wonderful ones. Each one with its personality, its history, its traumas, but all open to give another opportunity to the species that has done them the worst. We have so much to learn from them. So much.
These types of associations always need monetary help and help in the field. If you would like to help, look for information on existing associations and help them in whatever ways you can.
For now enjoy the photos I bring you (the first of many, since every weekend I go there to see my Carmelita and my Victor :)).




























Sabiam que já me podem seguir através do Bloglovin' e serem avisados cada vez que publico algo? :))
Did you already know that you can follow me through Bloglovin' and be notified everytime I publish something?






Beijinhos/Kisses,
MariianaCapela